quarta-feira, 21 de janeiro de 2009

É tarde demais

É tarde demais. Já fiz minhas escolhas, já determinei as minhas metas. Minhas linhas tortuosas seguem algumas retas. Vc não faz parte do meu joguinho de tabuleiro. Se eu sou a pimenta, vc não é o saleiro. É tarde demais. Pra vc me convencer. Para eu te mostrar meu escondido atrever. Já fiz minhas opções. Vc não faz parte das minhas emoções. Só das rimas. Gosto das palavras sobre o meu sentir. É como um possuir. Mas pra vc é tarde. Tua chama, sua faísca não me arde. E eu preciso do que me causa arroubos, que me faz fazer passionais. Preciso de um cais. E vc? é tarde. Tá gasto, tá previsível. Quero de alguém o impossível. O que transforma. É tarde demais pra nóis dois. Nosso tempo já foi.

3 comentários:

manzas disse...

Interessante blogue,
Gostei e voltarei...

Sem nada saber
Sem nada dizer
Sem nada falar…
É um simples ser
Que expõem o seu pensar
Proferindo a frase certa…
Ao descrever o seu ver
Distingue-se ao escrever
Como um louco poeta

O abraço…

Karla Moreno disse...

Adorei o blog e os textos!

voltarei smp. =)

Tangerina disse...

Depois de te perder, te encontro com certeza
Talvez no tempo da delicadeza
Onde não diremos nada, nada aconteceu
Apenas seguirei como encantado ao lado teu (...)

Me lembrou esse trecho. Agora é tarde, quem sabe mais pra frente não é mais? Ninguém sabe.. e é essa a graça da vida.