sexta-feira, 6 de março de 2009

Dividida por vc e por mim.

Mesmo que eu troque tudo de lugar.
Meu coração quer estar.
Rasgo fotos e missivas.
E suas células em mim, tão vivas!
Não sei se quero vc ou seu elixir.
É uma tempestuosa necessidade de sentir.
Posso terminar.
Pra sempre te afastar.
Mas de dentro de mim sairá o mar.
Vou me desfazer em arrependimentos.
Gosto de dores de amores, pequenos sofrimentos.
Te parto?
Mato.
Destrato.
De paixão maltrato.
Mesmo que teus vestígios eu jogue fora.
Ainda temos ponteiro nessa hora.
Seu desejo ainda vem me arrepiar.
E tua presença um desassossego a torturar.
Não é um mal, nem um bem.
Simplesmente um jeito que me detém.
Me pega pelo pé, sobe a espinha.
Chega na nuca e me adivinha.
Mesmo que eu desista.
Minha vontade grita para que insista.
Divida por vc e por mim.

8 comentários:

Natália A. disse...

A foto é linda, adoro as fotos que você coloca.


O texto nem se fala ♥

Fê Colcerniani Justo disse...

Tb adorei a foto...
E o texto tb... Vc tem uma paixão hein?
Bjs

Tato Barba disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Tato Barba disse...

Eu gosto dessa feminilidade, em seus poemas...

Instabilidade poética que traduz, talvez, um universo afetivo.

Será? rs

Abraço!
Até!

Karla Moreno disse...

Foto simples e linda! =)

dividida por vc e por mim.. disse tudo!
Vc narra o amor perfeitamente bem, como se cada partícula de momento fosse estampada em cada palavra solta nessa página!

Beijos grandiosos,
Kakau.

Aline Vargas disse...

Amiga, seu jeito apaixonado de escrever é muito particular!

Parabéns!!!
Bjo! ;-)

ลndreia disse...

Ohhh... que lindo... *

O Profeta disse...

Que maravilha...


Beijinho