sábado, 10 de novembro de 2007

Luiza Possi Composição: Isabella Taviani
Não digo mais nada
É melhor ficar calada
Que machucar seu coração
Palavras não desistem
De alcançar o entendimento
No nosso caso, discussão
E eu tenho medo
O silêncio quer gritar
Que me perdoem
Eu não posso mais ficar
Eu não quero mais
Abro as portas pra vida
Pra ser vivida
Abro os meus braços pro mundo
Tô livre sem rumo
Fecho meu corpo pra dor
Porque ainda é cedo pra viver um novo amor
A festa acabou
Meu vestido puiu
Nosso copo secou
Na última dança
Pisei teu sapato
A orquestra parou
E eu tenho medo
O silêncio quer gritar
Que me perdoem
Eu não posso mais ficar
Eu não quero mais
Abro as portas pra vida
Pra ser vivida
Abro os meus braços pro mundo
To livre sem rumo
Fecho meu corpo pra dor
Porque ainda é cedo pra viver um novo amor
E quando essa hora chegar
Impossível não saber
Sou um rio correndo pro mar
Para outro mar
Para outro mar
Abri as portas da vida, louca vida
Abri meus braços pro mundo
Não to mais sem rumo
Livrei meu corpo da dor
Porque chegou a hora de viver um novo amor!
Sem detalhes talho meu silêncio com música, poemas e mais música.

Um comentário:

Rogério Felício disse...

Vou te acompanhar nessa também...vou talhar minha vida assim!
Beijos!!!