domingo, 11 de novembro de 2007

Complexo

O ser humano é um bicho doido que só, se é criança quer ser adulto e se é adulto quer ser criança!Os idosos não aceitam ser idosos, querem ser jovens pra sempre e os jovens querem ter a tranquilidade da velhice logo.
Ninguém gosta de ter rugas e consultórios de cirurgiões lotam de gentes atrás de fórmulas rejuvenescedoras, mas são justamentes essas marcas que demostram que vc fez uma jornada nesses tantos anos em que viveu.
Todo mundo quer a estabilidade da casa própria, mas ao adquirir acha pouco e corre pra competir mansões com os outros.
Todo mundo luta pela liberdade amorosa mas não suporta viver sem companheiro.Se está solteiro quer casar, reclama da falta do famoso "cobertor de orelha"; e se está casado torra a paciência dos amigos reclamando, se queixando da falta de liberdade e da prisão que foi se casar.
Se o indivíduo tem família e parentes que se importam com o seu bem-estar é motivo de mais reclamação; mas se não tem ninguém no mundo e perambula nessa terra chorando a solidão e o abandono.
AFINAL de contas o que se quer desta vida?
Ser rico, ter uma casa e carro invejáveis,mulher ou homem dos Deuses,família perfeita,etc,etc,etc?????E se tivesse tudo isso seria feliz?satisfeito?não desejaria nada, mas nadinha mesmo???????????????
A felicidade vem de dentro pra fora e nunca o inverso,estar satisfeito com o que se tem é importante pra se conseguir essa felicidade.E estar satisfeito não é ser acomodado ou conformado, deixar de ter ambição ou ideais melhores, é simplesmente amar o que se tem.Parece impossível? doido?mas não é.
Eu sempre me pergunto porque é tão difícil as pessoas darem VALOR as coisas....as amizades,aos amores, aos parentes, a própria vida.Acho que ninguém nem sabe o que significa essa palavra: valor.
Então somos seres de desejo, desejantes e desejados, nada mais?????sempre objetos escravos do puro desejo?
Somos complexos é fato, mas tem gente que somente passa pela vida...se querer acrescentar, sem querer atribuir nada....somente aproveitar os prazeres,achando isso o natural, o normal, afinal pra que se importar.Alguém certamente o fará por mim, né?
Prefiro acreditar que mesmo numa possibilidade remota existem pessoas que realmente se importam com o que realmente importa...que sabem dar valor(o famoso dar e receber)que tornam o nosso caminhar com certeza mais bonito e feliz.

Um comentário:

Rogério Felício disse...

Em uma certa fase da minha vida eu era assim...nunca satisfeito com nada que tinha...sempre querendo mais!!!
Até que um dia descobrir que era muito melhor da valor ao que eu já tinha.
Aos poucos fui conquistando cada vez mais o que eu antes só deseja e não dava valor...
Ainda bem que a vida abriu meus olhos cedo...