quinta-feira, 6 de dezembro de 2007

poema

Meu amado
estou como num fado
com grande sentir na pele
o seu olhar me machuca
e a sua palavra me ocupa
quase me preocupa
sua presença não compensa
o que acontece?
seria a imensidão do meu calar?
prefiro te olhar
mostrar no bater dos meus cílios
que estou em você
prefiro te seduzir
mas com o meu sentir
quero que sinta todo o meu calibre
pelo descompassar do meu coração
não espero que entenda
mas que me surpreenda
puxe pelo fio do pensar
atice o voar da curiosidade
seja incomum
prefiro ter alguns momentos do que nenhum
Será que consegues?
(Eulália Marques)

2 comentários:

Rogério Felício disse...

Também prefiro ter alguns momentos...

Cara nova no blog,gostei!

*Beijoks

J. Wilson disse...

Where does your inspiration come from?

Check out my blog if you get a chance: eight-thirty.blogspot.com.