domingo, 2 de dezembro de 2007

o ritmo (poema)

O seu ritmo atrasado
acalma e enerva a minha ansiedade
é da idade eu sei
mas entenda
também sou feita de cinquentas por cento.
Quero as suas dúvidas
as certezas são duvidosas.
Preencha as lacunas sem docura
os doces são para os beijos.
Transpasse os pensamentos malucos
a sanidade pertence aos normais.
Prefiro a sua indeferença, densa e cheia de efeitos sobre mim
amor é tranquilo demais.
Emoldure as impressões negativas
as positivas não são espontâneas.
O seu ritmo atrasado
todo compassado
desapegue-se do passado.
Quero o seu pulsar
batimentos pertencem aos médicos.
Quero o seu respirar no meu ouvido
olhos nos olhos são pros apaixonados
Prefiro o toque das mãos
como grãos
caindo sobre o assoalho.
Quero o seu avesso
o direito todo mundo vê.
(Eulália Marques)

Um comentário:

Cel França disse...

ow!!!!Eulália eu nem sabia que tu tinha blog!!!!tão lindo!
adorei o texto!!!!!!!!beijo!!!
=*******

vou linkar tá?